Pular para o conteúdo principal

PJE: 5 DICAS ESSENCIAIS PARA FACILITAR A UTILIZAÇÃO

 




Inúmeras são as reclamações contra o sistema de processo eletrônico PJe. De fato, ele não é o melhor sistema, conforme já analisado pelo blog. No entanto, ele está longe de ser o pior sistema.

O que vemos é uma grande diferença entre ter o acesso ao processo de forma eletrônica, a exemplo do ESAJ, e executar todos os atos processuais pelo próprio sistema ou até mesmo pelo celular, conforme se vê no EPROC, este eleito em levantamento do CNJ e TCU como o melhor sistema de processo eletrônico.

O PJe não é mero sistema de protocolo. Ele é um sistema completo que permite promover a abertura e fechamento de prazos, substabelecimentos e habilitações dos advogados. O que falta é conhecer melhor suas funcionalidades.

Sendo assim, considerando que o PJe é o sistema oficial indicado pelo CNJ e adotado pela maioria dos Tribunais, apresentamos 5 dicas para facilitar a utilização do sistema.


 1)      Habilitação/substabelecimento

O PJe permite que o próprio advogado realize a gestão dos substabelecimentos e habilitações no sistema.

Para isso, basta acessar PROCESSO – OUTRAS AÇÕES – SOLICITAR HABILITAÇÃO:



Depois basta incluir o número do processo em que se pretende habilitar/substabelecer, clicar na opção “solicitar habilitação nos autos”  e seguir o passo-a-passo.

É possível incluir, excluir e substituir os advogados da parte.

Dica importante: antes de protocolar o subs/procuração preencha o campo “descrição” com o nome do respectivo instrumento.


 2)      Organizar os processos com a opção “caixas”

 

O PJe mantém na caixa de entrada todos os processos vinculados a sua OAB, independentemente da fase processual. Mesmo processos arquivados se mantêm na caixa de entrada.

É possível alterar manualmente essa situação. Para tanto, basta utilizar a opção “nova caixa” e organizar os processos da maneira que entenderes adequada:

 

Uma dica é criar ao menos 03 caixas: Arquivado, Sobrestado e Tribunal. Assim, basta selecionar o processo e mover para a caixa criada, deixando a caixa de entrada mais organizada.


 3)      Assistente de advogado

 

É possível criar um para o estagiário ou a secretária ter acesso aos seus processos.

A solução é simples: em CONFIGURAÇÃO temos a opção PESSOA. Ali encontraras a opção ASSISTENTE DE ADVOGADO:

 

A partir de então é só ir na opção PRÉ-CADASTRO e criar o perfil para seu assistente. Com isso ele conseguirá ter acesso ao sistema PJe.


 4)      Adicionar documentos aos favoritos

 

Caso possuas uma ação com muitos documentos ou tenhas interesse em destacar um documento para fácil acesso, o PJe disponibiliza a opção “adicionar aos favoritos”, presente acima de cada arquivo:

 

Após clicar na estrela o documento estará disponível de forma destacada na parte “favoritos”: 


5)      Antecipar abertura de prazo

 

Por fim, como última dica indicamos aos casos em que se pretende manifestar com urgência.

Quando realizada a intimação pelo sistema PJe o expediente só aparecerá no dia seguinte. Contudo, é possível antecipar a abertura do prazo.

Para isso, uma vez identificada decisão de intimação basta acessar o processo e acessar a opção “expedientes”:

 Os dados de todas as intimações constam ali e será possível realizar a abertura e peticionamento em intimação pendente de abertura.

 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

XIX EXAME OAB - GABARITO PRELIMINAR OFICIAL (primeira fase)

Podem participar do Exame de Ordem estudantes do último ano do curso de graduação em direito ou dos dois últimos semestres. Quem passou na primeira fase do último exame mas não foi aprovado na segunda fase, pode solicitar a participação direta na segunda fase desta nova edição. O candidato deverá solicitar, exclusivamente via Internet, nos endereços eletrônicos da Fundação Getulio Vargas (FGV) ou nos endereços eletrônicos das seccionais da OAB.

-->


XXI EXAME OAB - GABARITO PRELIMINAR OFICIAL FGV (primeira fase)

Podem participar do Exame de Ordem estudantes do último ano do curso de graduação em direito ou dos dois últimos semestres. Quem passou na primeira fase do último exame mas não foi aprovado na segunda fase, pode solicitar a participação direta na segunda fase desta nova edição. O candidato deverá solicitar, exclusivamente via Internet, nos endereços eletrônicos da Fundação Getulio Vargas (FGV) ou nos endereços eletrônicos das seccionais da OAB.





Está no smartphone? Gire o celular para visualizar melhor




PRINCÍPIO DO ÔNUS DA IMPUGNAÇÃO ESPECÍFICA – ART. 302 do CPC

O sistema processual, regra geral, não admite a formulação de defesa genérica.
Tal comando está previsto no artigo 302 do Código de Processo Civil, o qual dispõe:
Art. 302. Cabe também ao réu manifestar-se precisamente sobre os fatos narrados na petição inicial. Presumem-se verdadeiros os fatos não impugnados, salvo: I - se não for admissível, a seu respeito, a confissão; II - se a petição inicial não estiver acompanhada do instrumento público que a lei considerar da substância do ato; III - se estiverem em contradição com a defesa, considerada em seu conjunto. Parágrafo único. Esta regra, quanto ao ônus da impugnação especificada dos fatos, não se aplica ao advogado dativo, ao curador especial e ao órgão do Ministério Público.
Conforme ensinamento de Nelson Nery “No processo civil é proibida a contestação genérica, isto é, por negação geral. Pelo princípio do ônus da impugnação especificada, cabe ao réu impugnar um a um os fatos articulados pelo autor na petição inicial. Deixando de impugna…