Pular para o conteúdo principal

PROPRIEDADE ESPECIAL PARTICULAR E PÚBLICO-PRIVADO



PROPRIEDADES ESPECIAIS PARTICULARES
As propriedades especiais particulares estão divididas em propriedade urbana, propriedade especial rural e propriedade intelectual.
Propriedade urbana: segue as características tradicionais, ou seja, é aquela destinada à moradia, comércio, etc., localizada em área urbana ou rural. O diferencial trazido pela CF88 foi dar à propriedade urbana uma função social.
A propriedade urbana atinge a função social quando atende as exigências do plano diretor. Podemos destacar como diretrizes gerais fundamentais o Estatuto da Cidade, Lei n. 10.257/2001, e o plano diretor participativo, que em Florianópolis é regulamentado pela Lei Complementar 001/1997.
Propriedade especial rural: A propriedade rural, que é propriedade destinada à exploração agrícola, pecuária e extrativista, atinge a função social quando faz um uso adequado do meio ambiente e quando garante bem-estar aos trabalhadores e proprietários rurais.
O plano diretor também é responsável pela propriedade rural, pois atinge o município como um todo, o que garante a participação dos moradores rurais na construção de diretrizes para as soluções das questões agrárias.
Propriedade intelectual: a propriedade intelectual opõe direitos de personalidade e morais a patrimoniais. Como função social coloca em confronto o interesse do titular com os interesses gerais da cultura e da ciência e de comunidades étnicas.


PROPRIEDADE ESPECIAL PÚBLICO-PRIVADO
Elas têm por objeto bens nacionais, exploradas por empresas públicas ou privadas.
São propriedades especiais por exigir um regime de utilização por leis próprias, sendo fiscalizadas por órgãos especiais, e assim cumpre sua função social, conforme art. 173 da CF88:
Art. 173. Ressalvados os casos previstos nesta Constituição, a exploração direta de atividade econômica pelo Estado só será permitida quando necessária aos imperativos da segurança nacional ou a relevante interesse coletivo, conforme definidos em lei.
§ 1º A lei estabelecerá o estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista e de suas subsidiárias que explorem atividade econômica de produção ou comercialização de bens ou de prestação de serviços, dispondo sobre:
I - sua função social e formas de fiscalização pelo Estado e pela sociedade;

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

XXI EXAME OAB - GABARITO PRELIMINAR OFICIAL FGV (primeira fase)

Podem participar do Exame de Ordem estudantes do último ano do curso de graduação em direito ou dos dois últimos semestres. Quem passou na primeira fase do último exame mas não foi aprovado na segunda fase, pode solicitar a participação direta na segunda fase desta nova edição. O candidato deverá solicitar, exclusivamente via Internet, nos endereços eletrônicos da Fundação Getulio Vargas (FGV) ou nos endereços eletrônicos das seccionais da OAB. Está no smartphone? Gire o celular para visualizar melhor

Gabarito XIV Exame da OAB - Primeira Fase (Extraoficial)

acompanhe também no  facebook  e no  twitter utilize os comentários para discutir as dúvidas iniciais Clique aqui para ver as opções de recurso CORREÇÃO AO VIVO GABARITO OFICIAL!!!! RECURSOS AQUI O candidato que reprovou na 2ª fase do XIII Exame, mas foi aprovado na 1ª fase, poderá inscrever-se exclusivamente via Internet, das 14h do dia 05 de agosto até às 23h59 do dia 12 de agosto, no horário oficial de Brasília (DF), e solicitar o reaproveitamento do resultado de aprovação da 1ª fase. Desta forma, o examinando, neste caso, realizará apenas a segunda fase no XIV Exame. --> TIPO VERDE TIPO BRANCA TIPO AZUL TIPO AMARELA A aprovação é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado, conforme previsto no artigo 8º, IV, da Lei 8.906/1994. O Exame de Ordem pode ser prestado por bacharel em Direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em ins

XIII EXAME OAB - segunda fase - GABARITO PRELIMINAR - prova subjetiva

XIII Exame OAB (PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL)  01 de julho de 2014  GABARITO OFICIAL COMUNICADO FGV: PROVA DIREITO DO TRABALHO Acompanhe também no twitter e no facebook PRIMEIRAS INFORMAÇÕES PEÇAS : DIREITO PENAL : APELAÇÃO (593, I, CPP) DIREITO CIVIL : INICIAL COM DIREITO DE CONSUMIDOR - OBRIGAÇÃO DE FAZER COM TUTELA ANTECIPADA DIREITO CONSTITUCIONAL : ADI (AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE) DIREITO TRIBUTÁRIO : EXCEÇÃO DE PRÉ-EXECUTIVIDADE DIREITO ADMINISTRATIVO : APELAÇÃO DIREITO TRABALHISTA : EMBARGOS À EXECUÇÃO DIREITO EMPRESARIAL : CONTESTAÇÃO QUESTÕES DIREITO CIVIL : Questão 01 : A) valor da causa: art. 58, inciso III, Lei 8245/91; B) art. 59, parágrafo primeiro, inciso IX, Lei 8245/91; C) art. 59, parágrafo 3º da Lei 8245/91 Questão 02 : A) art. 549, CC c/c art. 1846, CC: nula a doação na parte que exceder o que o doador poderia dispor por ato de liberalidade. B) Ação Declaratória de Nulidade de Negocio Jurídico,