quinta-feira, 23 de setembro de 2010

A Teoria das Formas de Governo - Capitulo 1: Uma Discussão Célebre



Bobbio nos traz, no primeiro capítulo de A Teoria das Formas de Governo, a discussão entre Otanes, Megabises e Dario.
Nessa discussão cada um defende uma forma de governo – democracia, aristocracia e monarquia – da qual seria melhor aplicada na Persia.
Otanes é favorável a democracia, afirmando que “a monarquia afasta do seu caminho normal até mesmo o melhor dos homens”, sendo que o acumulo de riqueza gera a prepotência e a inveja.
Megabise concorda com Otanes, em relação à monarquia, contudo não acredita ser sábio entregar o poder à “plebe desatinada”. Para Megabise, o poder deveria ser entregue a um “grupo de homens escolhidos entre os melhores” pois “as melhores decisões devem ser tomadas pelos que são melhores”. Conclusão: Megabise era a favor da aristocracia.
Dario, por sua vez, concorda com Megabise a respeito da plee no poder mas, dentre as três formas de governo, considera que “ a monarquia é superior a todas” já que “ nada poderia parecer melhor do que um homem só – o melhor de todos – no poder’.
A conclusão da discussão nos mostra que, ao exporem o lado positivo de cada uma das três formas de governo, os três persas nos dão novas formas de governo – que na realidade são as mesmas no seu aspecto negativo – que são a tirania, oligarquia e oclocracia.
Como conclusão deste primeiro capitulo, pode-se afirmar que o importante, muitas vezes, não é o melhor modo de governo mas sim, como conclui Bobbio: “a capacidade que tem qualquer constituição de perdurar, de resistir à corrupção, à desigualdade, de se transformar na constituição contrária”.

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário